O CRUZEIRO DO SUL (I)

 

Prof. Renato Las Casas (26/11/2000)

 

 

 

No Brasil o Cruzeiro do Sul é a mais conhecida das 88 constelações em que dividimos as estrelas vistas da Terra. Isso não apenas por sua fácil identificação no céu, como também por figurar em posição de destaque (central) na Bandeira Brasileira; em brasões oficiais da república; etc.; e também por dar nome e aparecer no escudo de um conhecido time de futebol do país.

 


 

O Cruzeiro do Sul encontra-se bem próximo do Pólo Sul Celeste, o que faz com que ele só seja visto do hemisfério sul ou de regiões do hemisfério norte bem próximas do equador terrestre.

Mas isso não foi sempre assim. A Terra, além de seus movimentos mais conhecidos de translação e rotação, realiza vários outros movimentos menos notáveis, entre eles o de precessão. Devido a esse movimento, os dois pontos no céu para os quais o eixo de rotação da Terra aponta (os pólos celestes sul e norte) não são fixos em relação às estrelas.

O Pólo Sul Celeste tem se aproximado gradativamente, através dos séculos, do Cruzeiro do Sul; fazendo com que cada vez mais essa constelação seja vista predominantemente do hemisfério sul.

Em 3000 AC o Cruzeiro do Sul podia ser visto da região onde hoje se encontra Londres. No século I de nossa era, pela última vez o Cruzeiro do Sul pode ser visto de Jerusalém.

 

 

O Cruzeiro do Sul é a menor (a que ocupa uma menor área no céu), de todas as 88 constelações. Antigamente o Cruzeiro do Sul fazia parte da constelação do Centauro (que hoje o envolve). No século XVI porém, com um maior fluxo de europeu ao hemisfério sul, o Cruzeiro do Sul foi separado de Centauro, passando a ser considerado uma constelação própria; devido à disposição característica e brilho intenso de suas mais brilhantes estrelas.

 

 

Distâncias ao Sistema Solar das cinco estrelas mais brilhantes do Cruzeiro do Sul:

 

Estrela

Distância em Ano-Luz

a

359.00

b

424.00

g

88.00

d

258.00

e

59.00

 

Continua (em breve):

 

Onde está o Cruzeiro do Sul agora?

O que ver no Cruzeiro do Sul com um pequeno telescópio ou binóculo?

 

 

Conexão para

 

AS ESTRELAS DA BANDEIRA BRASILEIRA

 

 

 


Leia mais sobre:

 

Constelações                              Observação