O Fim da Humanidade

 

Prof. Renato Las Casas (29/05/2006)

 

Nada é eterno!

 

O próprio Universo (Matéria-Tempo-Espaço) teve um início e deverá ter um fim! A Humanidade, algo muito recente na história do Universo, também deverá ter um fim!

Seremos destruídos pela colisão de um corpo de grande massa com a Terra? Ou quem sabe pela esterilização de grande parte da nossa Galáxia por raios gama? Será que o nosso fim virá com o fim do Sol?

A Ciência hoje admite dezenas de possibilidades para o fim da Humanidade! O maior risco disso vir a acontecer nos próximos mil anos talvez seja por auto destruição (guerras, desrespeito à natureza, experiência científica mal sucedida, etc.) ou, dentro dos fenômenos "naturais", pela colisão de um grande cometa ou asteróide com nosso planeta.

 

Independente de "como" será o nosso fim, o "quando" demorará tanto mais quanto maior for o nosso conhecimento das várias causas possíveis e à nossa capacidade de organização para nos prevenirmos e afastá-las.

 

O fim do universo, segundo os cosmologistas, deverá acontecer daqui a várias dezenas de bilhões de anos. Se o universo for plano ou aberto, ele irá se expandindo indefinidamente e o seu fim será escuro e frio. Se o universo for fechado, a sua expansão chegará a um máximo e em seguida começará a se contrair; o seu fim será luminoso e quente. Será possível à inteligência agir sobre o universo, alterando o seu "destino"?

Muito antes disso (~5 bilhões de anos), está previsto o fim do Sistema Solar. O seu fim virá com o fim do combustível (hidrogênio) que alimenta o Sol. Antes mesmo do fim de nosso sistema planetário, quando o hidrogênio da caldeira solar estiver acabando,  o Sol passará por várias transformações radicais que inviabilizarão qualquer possibilidade de vida em nosso planeta. Como agiremos nessa situação? Migraremos para outro sistema planetário? Retardaremos indefinidamente o fim do Sol, importando hidrogênio de outras estrelas e/ou nebulosas?

 

Fazendo um paralelo entre a vida de uma pessoa e a existência da humanidade, poderíamos dizer de uma morte "natural" se o nosso fim vier com o fim do Universo. Serão possíveis saídas para não nos sucumbirmos com o fim previsto do Sistema Solar? Se houverem tais possibilidades e não as aproveitarmos, teremos uma morte precoce devido à nossa incompetência.

O término da humanidade, entretanto, poderá acontecer bem mais cedo. Estamos sujeitos a acidentes astronômicos e geofísicos, os mais variados, que poderão por fim à vida na Terra. Isso sem falarmos na possibilidade (com razão, hoje muito considerada) de nossa auto-destruição.

 

Em um curto espaço de tempo, aquilo que apresenta maiores riscos à nossa sobrevivência (excetuando os riscos de autodestruição) seria a colisão de um grande cometa ou asteróide com a Terra. Desses objetos já conhecidos, apenas um poderá vir a se chocar com o nosso planeta, um asteróide com 1 Km de diâmetro, tamanho suficiente para, se não extinguir a humanidade, provocar profundas alterações no planeta e em nossa forma de vida; isso em 2880.

Mas sempre existirá a possibilidade de virmos a descobrir um novo objeto em rota de colisão com a Terra para daqui uns 20 ou 30 anos.

 

 


Leia mais sobre:

 

Evolução do Universo