O Trânsito de Mercúrio
 

                                                                                 Prof. Renato Las Casas (30/10/2006)   

 

 

          Dia 8 próximo acontecerá um "trânsito de Mercúrio". Será como que um "mini eclipse" do Sol. Veremos Mercúrio passar na frente do disco solar. Esse é um evento relativamente raro. No século XX, a partir do território brasileiro, foi possível vermos seis trânsitos de Mercúrio. Extraordinariamente, no século XXI, veremos treze.

 

 

Confirmação das Leis de Kepler

 

          Trânsitos de Mercúrio e de Vênus sempre aconteceram, mas não temos notícias de alguém que tenha observado algum por acaso, embora isso fosse possível (os raios solares, passando por um furo em uma janela, podem reproduzir a imagem do Sol no chão do quarto escuro, por exemplo).

          Passamos a observar trânsitos de Mercúrio e de Vênus a partir do século XVII, após Johannes Kepler haver conseguido entender e equacionar as leis que regem os movimentos dos planetas. Os trânsitos planetários tornaram-se assim previsíveis.

 

 

          Em 1627 Kepler previu um próximo trânsito de Mercúrio para 07 de novembro de 1631 e de Vênus para 07 de dezembro, também de 1631. A confirmação desses fenômenos serviria, inclusive, para "provar" as suas teorias. Kepler faleceu em 1630.

          O trânsito de Mercúrio foi observado pelo menos por quatro pesquisadores (em Paris, Alsácia, Tirol e Bavária). O trânsito de Vênus não foi observado, pois ocorreu algumas horas antes do previsto, na madrugada européia do dia 6 para o dia 7. Hoje sabemos que apenas o final desse trânsito poderia ter sido observado da Europa Central.

       

 

Qual a freqüência?

 

          Em cada século acontecem treze ou quatorze Trânsitos de Mercúrio, vistos de algum lugar de nosso planeta.

          No século passado aconteceram quatorze, sendo que seis foram vistos do Brasil. Desses, quatro foram vistos integralmente e outros dois apenas parcialmente (o Sol nasceu com o trânsito já ocorrendo). Nas tabelas abaixo, marcamos em azul o que foi/será possível ver de nosso país.

 

TRÂNSITOS de MERCÚRIO no SÉCULO XX
DATA HORÁRIO em TU*
INÍCIO MÁXIMO FIM
14/Nov/1907 10:24 12:07 13:50
07/Nov/1914 09:57 12:03 14:09
08/Maio/1924 21:44 01:41 05:38
10/Nov/1927 03:02 05:46 08:29
11/Maio/1937 08:53 08:59 09:06
11/Nov/1940 20:49 23:21 01:53
14/Nov/1953 15:37 16:54 18:11
06/Maio/1957 23:59 01:14 02:30
07/Nov/1960 14:34 16:53 19:12
09/Maio/1970 04:19 08:16 12:13
10/Nov/1973 07:47 10:32 13:17
13/Nov/1986 01:43 04:07 06:31
06/Nov/1993 03:06 03:57 04:47
15/Nov/1999 21:15 21:41 22:07

*Horário Solar Brasileiro  ~ TU - 3 horas

 

          No século XXI também acontecerão quatorze trânsitos de Mercúrio, sendo que apenas um deles não poderá ser visto do território brasileiro. Veremos cinco desses trânsitos integralmente; em outros quatro o Sol nascerá com o trânsito já ocorrendo e nos quatro restantes, veremos o Sol se pôr antes do término do trânsito.

 

TRÂNSITOS de MERCÚRIO no SÉCULO XXI
DATA HORÁRIO em TU*
INÍCIO MÁXIMO FIM
07/Maio/2003 05:13 07:52 10:32
08/Nov/2006 19:12 21:41 00:10
09/Maio/2016 11:12 14:57 18:42
11/Nov/2019 12:35 15:20 18:04
13/Nov/2032 06:41 08:54 11:07
07/Nov/2039 07:17 08:46 10:15
07/Maio/2049 11:03 14:24 17:44
09/Nov/2052 23:53 02:29 05:06
10/Maio/2062 18:16 21:36 00:57
11/Nov/2065 17:24 20:06 22:49
14/Nov/2078 11:42 13:41 15:39
07/Nov/2085 11:42 13:34 15:26
08/Maio/2095 17:20 21:05 00:50
10/Nov/2098 04:35 07:16 09:57

*Horário Solar Brasileiro  ~ TU - 3 horas

 

 

Quem Verá?

 

 

          O mapa acima apresenta as regiões de visibilidade do trânsito de 8 de novembro de 2006. No Brasil o Sol vai se por com o trânsito ainda acontecendo.

 

 

          O trânsito começará às 17:12h (horário brasileiro de verão) e terá o seu máximo (máxima distância de Mercúrio à borda do Sol) às 19:41h. Observadores situados em Minas Gerais não chegarão a ver esse máximo pois um pouco antes, aproximadamente às 19:07h, o Sol vai se por para nós mineiros.

 

 

Como Observar?

 

          Você não precisa ter um telescópio para observar esse fenômeno. Existem certos métodos baratos, eficientes e seguros para essa observação. Antes de mais nada, saiba que observar o Sol é muito perigoso! Sem saber, você pode danificar as suas vistas e ir ficando gradativamente cego em alguns anos.

          Nunca observe o Sol sem ter certeza que o método utilizado é realmente seguro.

          Os métodos seguros para a observação desse fenômeno são os mesmos para a observação de um eclipse solar (como para qualquer observação do Sol).

         Veja a descrição de alguns desses métodos em nosso Assunto Passado "O Eclipse de 21 de Junho" ou em nossas "Dicas de Observação".

 

           Leia mais sobre trânsitos planetários (e a determinação do "tamanho do Sistema Solar") em nosso Assunto Passado "O Trânsito de Vênus".

 

 


Leia mais sobre:

 

Mercúrio           Sistema Solar           Observação